Passeando por espaços híbridos, que oferecem privacidade e integração, uma ampla reforma trouxe para este imóvel de 95m2 o equilíbrio interior desejado pelo morador

Glaucio Gonçalves amplo e acolhedor

Esse apartamento ficou um bom tempo alugado e, de repente, seu dono passou a enxergá-lo com um novo olhar. A localização, no bairro Vila Nova Conceição, passou a ser um atrativo – por estar mais próximo das atividades do dia a dia, consequentemente, perderia menos tempo no trânsito intenso da capital paulista.

Quando mudou, o proprietário ainda não estava decidido a ficar por muito tempo, pois pensava em vender o imóvel. Mas, dia após dia, passeando pelo apartamento de 95 m2 foi percebendo que podia transformá-lo com uma ampla reforma, com o objetivo de trazer um equilíbrio interior, criando novos ambientes para se sentir “em casa”, deixando o apê com a sua cara.

A troca de ideias com o arquiteto Glaucio Gonçalves resultou em paredes derrubadas e uma repaginada para aproveitar espaços que eram subutilizados, a exemplo do banheiro social, que foi revertido para um dos quartos, e o banheiro de serviço, que foi virado para a área social e transformado em lavabo. Essa nova configuração, de largada, valorizou substancialmente o imóvel, que passou a ter duas suítes – originalmente, só tinha uma.

Repaginado – Outra mudança do formato original foi eliminar o desnível que isolava o terraço, integrando-o com a sala de estar. Apenas os porcelanatos – de um lado, imitando cimento queimado e, de outro, imitando madeira –, demarcam cada ambiente, compondo cenários que convidam à leitura e ao descanso.

Dolce far niente – A sala de tevê foi isolada para ficar mais aconchegante. Como esse espaço era aberto, a ideia de criar uma divisória com brises de madeira surgiu para poder manter essa área híbrida: privada ou integrada à sala principal com a porta de correr totalmente aberta.

Os brises de madeira – do francês brise-soleil, ou quebra-sol – são considerados um diferencial arquitetônico por oferecer uma solução mais sustentável, já que proporcionam um conforto térmico, diminuem a entrada de luz no interior do ambiente e, além disso, têm a função de evitar a alta claridade. Neste projeto, foram confeccionados em MDF amadeirado. P

Paixão pela arte – “Um das prioridades do cliente era criar um ambiente cênico na sala principal que valorizasse a arte em suas diferentes manifestações, seja a fotografia, as artes plásticas, o design de mobiliário, os objetos de arte, muito presentes na decoração”, destaca o arquiteto Glaucio Gonçalves.

Uma parede escura e um trilho de spots prepararam a base para abrigar e dar vida à fotografia autoral de Demian Golovaty, ampliada em tamanho Platinum (1 m x 1,50 m), que mostra detalhe de uma árvore com sol entre galhos no cotidiano das ruas de Amsterdam, Holanda. Trata-se de uma edição limitada distribuída pela Peach Photo Art [www.peachphotos.com.br], impressa em papel photo glossy da Hahnemuhle com tintas pigmentadas que garantem uma durabilidade igual a de museus e galerias internacionais.

Ao lado, compondo o ambiente que recebe comensais para a prática de outra arte – a da gastronomia –, está o quadro da artista plástica Ana Verona, adquirido no Espaço Exclusivo [espacoexclusivo.com.br/]. Trata-se de uma tela de 1,20 cm x 1,80 cm, na qual a artista fez uma intervenção em pintura a óleo sobre uma fotografia P&B impressa em Canvas, impressão feita no tecido da tela. Além de ressaltar detalhes, essa técnica pode ser aplicada em qualquer fotografia. O ateliê da artista Ana Verona fica em Boituva, interior de São Paulo [www.anaverona.com.br].

“Por valorizar a escolha de materiais, propor combinações inusitadas de cores e explorar diferentes texturas, o designer de mobiliário Fernando Jaeger trouxe a este projeto a singularidade que o cliente buscava para materializar seu sonho de ter uma decoração personalizada”, explica Glaucio Gonçalves.

Tudo claro e clean – A sobriedade reina no quarto de dormir, que tem uma base neutra totalmente harmonizada com o painel de papel de parede geométrico em cores de tons pastéis atrás da cabeceira da cama. A iluminação indireta com duas arandelas cria uma atmosfera relaxante.

Quebrando a sobriedade – Na cozinha, a sobriedade do branco só é quebrada pelo azulejo artesanal da Lurca – Kit Colina. Feitos com serigrafia, cada azulejo é estampado com uma tinta adequada e depois queimado a 800 graus, de tal forma que a tinta penetre a superfície da peça. Podem ser usados em áreas molhadas, como banheiros, boxes, cozinhas e lavanderias, e são de fácil manutenção – basta um pano ou esponja úmida para limpá-los.

Para o arquiteto Glaucio Gonçalves, ”a valorização da arte pelo morador desse apartamento fez com que esse projeto ganhasse um valor agregado”. Segundo ele, “a arte integrada à decor trouxe para as áreas sociais, em especial, uma customização que engrandece o projeto”. E finaliza: “A arte, nas suas diferentes expressões, favoreceu o desenvolvimento da criatividade e da intuição, me inspirando a inovar com soluções que traduziram o desejo e o sonho do cliente”.

Contato:
Glaucio Gonçalves Arquitetura e Design
11 5084-0520
http://www.glauciogoncalves.com


[Ver Projeto]