Renovação de ambientes por Thiago Mondini através de intervenções pontuais é a contribuição da arquitetura em tempos de crise

Thiago Mondini

Pode até parecer impossível, mas em um curtíssimo espaço de tempo e com orçamento enxuto o seu lar doce lar pode ganhar ares de novo e ainda transmitir aquela sensação de conforto e aconchego. Como? A maioria de nós pode até ter dificuldades na hora de (re) criar um ambiente, mas para profissionais com experiência prática, anos de estudo e pesquisa constante a tarefa de repaginar um espaço é algo descomplicado. Quem garante é o arquiteto catarinense Thiago Mondini que traz no portfólio excelentes projetos.

Recentemente, ele percebeu uma nova necessidade do mercado que até então não aparecia com muita frequência: clientes que não querem alterar estrutura nem móveis, porque já haviam feito um investimento inicial, mas que desejam complementar a composição para obter melhor resultado. Thiago explica que uma das etapas mais importantes em um projeto de interiores é a ambientação e alerta que muitos clientes – e até mesmo profissionais – a menosprezam. Essa etapa ocorre depois de toda a instalação das marcenarias e do recebimento do mobiliário e pode ser o grande diferencial entre um ambiente sem vida e sem personalidade e um pleno de bem-estar, daqueles em que temos gosto de passar boa parte do tempo.

“Quando pegamos um trabalho desde o começo, fica mais fácil determinar o resultado final, pois pensamos no conjunto todo, das cores aos acabamentos, do tipo de iluminação ao mobiliário”, destaca. Nessas situações, as soluções de ambientação já aparecem muito cedo nos projetos, deixando pouca margem para dúvidas no final, especialmente nos projetos que priorizam a limpeza visual e o destaque de poucos elementos. No entanto, nem todo mundo parte do zero ao renovar seu imóvel. “Existe solução viável para esses casos. É possível fazer um diagnóstico de um ambiente já executado e, através do bom uso das cores e de objetos, equilibrar os excessos e harmonizar o espaço”, reforça o arquiteto.

Um ambiente com uma boa base (um projeto bem feito, materiais bem escolhidos ou neutros) facilita muito a resolução da ambientação. Espaços com muitos elementos podem necessitar de intervenções maiores, situação em que é importante avaliar as alterações com maior cautela. Um aspecto muito interessante é que essa forma de apostar em novos ares se encaixa numa visão de consumo mais sustentável, já que evita descartar produtos que ainda estão bons.

Um exemplo de como seguir a proposta de Thiago Mondini, na casa ou escritório, na transformação desta sala:

Thiago Mondini

Antes – Depois

Soluções adotadas:
• O novo tapete azul equilibra a composição trazendo cores frias;
• O grande vaso vietnamita ao lado da poltrona Egg vermelha retira a poltrona do foco principal da sala e permite o uso de plantas naturais para humanizar o espaço;
• As gravuras anteriores foram substituídas por uma obra de arte em tons de azul com uma superfície clara que traz iluminação para aquela parede;
• A composição de mesas laterais e luminária em diferentes acabamentos ao lado do sofá complementa o espaço com elementos menos óbvios;
• Sobre o sofá, a manta azul e a composição de almofadas em diferentes tonalidades ajuda a reduzir seu impacto visual. O conjunto faz o sofá ter mais destaque no ambiente, sem parecer sobrecarregado.

Serviço:
Thiago Mondini Arquitetura
(47) 3322-8815
http://www.thiagomondini.com.br