O escritório AHPH Arquitetura revela 5 tópicos importantes para a escolha do ar-condicionado

Queridinho das estações quentes, o ar-condicionado faz sucesso quando o assunto é se refrescar. Pensando nisso, a AHPH Arquitetura apresenta dicas em relação ao ar-condicionado.

O primeiro cuidado é na escolha de quantos BTUs o ar-condicionado deverá ter. BTU significa Britsh Thermal Unit (Unidade Térmica Britânica) e indica a unidade de energia não métrica.>>>

Cada modelo é indicado para um tamanho ideal de ambiente. Assim, não adianta querer que o ar-condicionado de 7000 BTUs gele um ambiente enorme da casa. Para calcular o BTU, existem quatro regras básicas: para cada metro quadrado do cômodo, multiplica-se por 600 BTU; cada pessoa adicional soma 600 BTU (a primeira não é contabilizada); cada equipamento eletrônico soma 600 BTU; se o cômodo ficar diretamente exposto ao sol, recomenda-se acrescentar mais 800 BTU para cada medida.

Por exemplo, uma sala que possui 30 m² onde ficarão três pessoas, dois computadores e que não está diretamente exposta ao sol, pede um ar-condicionado de 20.400 BTU. O cálculo feito é: 30 (m²) x 600 (BTU) + 1.200 (BTU – para duas pessoas, excluindo-se primeira) + 1.200 (BTU – dois computadores) = 20.400 BTU.

Outra recomendação é: não espere o ar-condicionado dar algum problema para levar ao conserto. A manutenção preventiva de seis em seis meses, dependendo do aparelho, garante mais eficácia de seu funcionamento. Isso porque, quando o aparelho está sujo, 5% da sua capacidade de refrigeração é reduzida além de ter um aumento de 20% na conta de energia elétrica. Portanto, é necessário limpar os filtros regularmente e fazer uma troca a cada ano.

Antes de comprar o aparelho, é importante ver qual será a posição que ele irá ficar na casa, pois o ar frio deve trocar calor com o ar do ambiente antes de atingir o nível das pessoas. Deste modo, o ideal é instalar na posição mais horizontal, próximo ao forro, para que o ar atinja uma parede antes de entrar em contato com o corpo.

Não quer comprar um ar-condicionado porque tem problemas respiratórios? Equipados com filtros que podem reter até 99,9% das impurezas e poeira, este aparelho ajuda nesse sentido. Ou seja, seguindo as recomendações acima, não há problema quanto ao uso por pessoas com problemas respiratórios.

Existem ainda três diferentes modelos: ar-condicionado de janela, ar condicionado-split e ar-condicionado portátil. Antes de adquirir o seu, confira qual é o aparelho que realmente se adequa às suas necessidades, lembrando que ar-condicionado também exige cuidados.

Serviço:
AHPH Arquitetura
(11) 97426-7444 / 7878-7685
http://www.ahpharquitetura.com.br