Gustavo Paschoalim e Paulo Azevedo, do Studio GPPA, assinam a Sala do Bem Estar, um refúgio contemporâneo no campo, assim os arquitetos definem o ambiente da mostra em Campinas

É a primeira vez que o Studio GPPA participa de mostra em Campinas e também o único escritório paulistano convidado este ano.

Com o objetivo de deixar o corpo e a mente relaxarem, o maior espaço da mostra, com 70 metros quadrados, explora o equilíbrio entre o moderno e o aconchegante.  “Desenvolvemos um espaço que prima pelo relaxamento total, sem perder em elegância e beleza”, comenta Paulo.

Tons e materiais naturais foram o ponto de partida para a criação do ambiente. Cru, marrom, cinza fazem parte da paleta de cores que dão um toque contemporâneo, unindo o estilo despretensioso e a sensação de conforto visual. Todo o projeto tem execução da BZ Engenharia.

A Sala do Bem Estar é toda envolta por panos de vidro, o que convida a paisagem a fazer parte do projeto. Para garantir o clima intimista desejado, a madeira foi escolhida como aliada e utilizada tanto como painéis nas paredes como no mobiliário. “Pensamos no espaço como um universo multissensorial: o usuário é levado a explorar os sentidos tanto pelas texturas como pelas cores e elementos internos e externos, além de iluminação especial”, conta Gustavo. Por isso a paisagem se torna elemento fundamental na proposta dos profissionais.

Além da madeira e do vidro, os arquitetos empregaram pedra, revestimentos cerâmicos e tecidos de fibras naturais. Todos estes materiais se comunicam harmoniosamente e contribuem para a atmosfera zen do espaço. Assim como os painéis de madeira (Saint Claire), que revestem algumas paredes, fazendo uma elegante combinação de diferentes texturas.

Sobre o piso de cerâmica Portinari (Ibiza Acabamentos), tapetes de fibras macias  e estampas geométricas da By Kamy seguem a paleta neutra, assim como os móveis dispostos na área de recepção (Olho/Interni). A chaise (Mac Móveis) em madeira estofada recebeu tecido cru (Orlean) com pesponto marrom, o que deu uma pitada de sobriedade à peça.

Na área destinada ao atendimento, soluções criativas, como a mesa francesa no estilo chatagnier e bois frutier/noyer, do século XIX XIX (Antiquário Arnaldo Danemberg). A banheira (Stamplas) tem um design leve, orgânico, e é propositalmente voltada para a paisagem. Já a iluminação indireta no gesso embutido (Gesso Milano) acentua a premissa de um espaço de relaxamento e ganha auxílio das persianas de madeira (Amorin Persianas) que controlam a entrada de luz natural no ambiente.

Um dos destaques é o grande espelho redondo (Olho/Interni), com moldura de madeira, que amplia a sala e também tem design contemporâneo. Obras de arte de Hércules Barsotti, Clóvis Graciano, Macaparana (Lívia Doblas Escritório de Arte), enriquecem o projeto.

A estrutura de ferro que separa as áreas de recepção e atendimento funciona de forma discreta e muito moderna: além de abrigar objetos de uso do Spa, ela não bloqueia a visualização de ambos os espaços e deixa a circulação leve e contemporânea. Ela serve como uma estante viva dentro do espaço, graças ao paisagismo de Bia Abreu, que resgata a atmosfera campestre da região. “Optei por espécies de sombra para a parte interna do ambiente, pois o verde vivo das folhas funciona como uma pincelada de vida aos materiais neutros escolhidos pelos arquitetos”, comenta Bia.

Já para o entorno do espaço, a paisagista usou capins e espécies de folhas finas e delicadas, que se movimentam com o vento. Árvores frutíferas complementam o paisagismo, criando volumes verticais, sem bloquear a vista para o horizonte e trazendo frescor visual.

Serviço:
Studio GPPA
Gustavo Paschoalim e Paulo Azevedo
(11) 96766-0077 / 98899-2440
www.studiogppa.com.br