Reflexões do arquiteto Fabio Rocha após duas décadas de profissão

Fabio Rocha e Silvia Rocha

O arquiteto Fabio Rocha comemora 20 anos de formado. Quantas histórias para conta. Ele sabe que muitas pessoas, na faixa dos 40/50 anos, passam por um momento assim… mas quantos, de fato, param uns instantes para um balanço?

Jovem, recém-formado, inexperiente, preocupado, ansioso e cheio de garra, com muita energia e uma imensa vontade de mudar o mundo… foi assim que começou em 1996!!! Sempre almejou realizar algo significativo, não somente pelo retorno financeiro, mas principalmente pela possibilidade de colaborar para que as pessoas vivessem e trabalhassem em espaços melhores.

Relembrando das histórias, a que mais lhe marcou foi o caso de uma moça que o procurou pois tinha um pequeno negócio e precisava de um projeto. Ele contou: “Infelizmente, após nossa conversa ela explicou que não poderia me contratar naquele momento. Fiquei inquieto ao ouvir aquilo e pedi a ela que pegasse um papel e anotasse minhas orientações técnicas. Ambos ficamos muito felizes e ela, se sentindo em dívida, disse-me que indicaria um amigo que trabalhava em uma grande empresa. Enquanto eu insistia que ela não deveria se preocupar com isso, a campainha tocou. Era o tal amigo! E tenho certeza que meu gesto sincero e de apoio aquela moça que naquele momento não poderia pagar meus honorários garantiu muito trabalho para meu escritório, pois o tal amigo virou meu principal cliente nos próximos 8 anos”.

Após inúmeras experiências, diferentes projetos e obras nos mais variados segmentos e portes, Fabio Rocha só tem a agradecer: “Sou grato a todos que me apoiaram e/ou ainda me apoiam, pois tenho certeza que sem estas pessoas eu não teria chegado até aqui. Agradeço a meu pai, que me impulsionou no início e por muitos anos, me fortalecendo em minhas deficiências. Agradeço também minha esposa, minha parceira em tudo, que deu perenidade à base de meu pai. Mulher forte, inteligente, humana, companheira de trabalho e de vida”.

Ele acrescenta ainda: “Eu acredito que a arquitetura deve ser exatamente assim: focada no bem viver!!! No trabalho ou na residência. A busca pela felicidade, qualidade de vida, conforto e aconchego deve ser constante e antecipar-se a quaisquer outros interesses. E desta forma poderemos contribuir para um mundo melhor para todo”. E o dinheiro? Para o arquiteto, o retorno financeiro é importante sim, pois por meio dele realizamos muitas coisas, porém acredita que este não deva ser o objetivo, e sim, a consequência.

“Acredito que até aqui atendi bastante das expectativas daquele jovem recém-formado! Que venham mais 20 anos, sempre trabalhando para melhorar a vida das pessoas com as quais me relaciono, e por resultado, tornando mais feliz a minha própria vida”, finaliza.

Fabio Rocha, graduado em arquitetura pela Faculdade Belas Artes de São Paulo, atua há mais de vinte anos em arquitetura e interiores, principalmente no segmento corporativo. É sócio proprietário da Fabio Rocha Arquitetura, junto a Silvia Rocha, MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas e pós-graduada em Negócios Imobiliários pela Fundação Armando Alvares Penteado de São Paulo.

Serviço:
Fabio Rocha Arquitetura
(12) 3931-4877
www.fabiorochaarquitetura.com.br