Obra é fruto de um projeto de pesquisa apoiado pela FAPESP que buscou examinar o desenvolvimento da pauta política e da historiografia recente dedicada ao tema

Os Índios na Constituição

O Centro de Pesquisa em História Social da Cultura (Cecult) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) lançou o livro Os Índios na Constituição (Ateliê Editorial, 2019), organizado pelas professoras Camila Loureiro Dias e Artionka Manuela Goes Capiberibe.

Os estudos que resultaram no livro foram apoiados pela FAPESP por meio do projeto “O capítulo ‘dos índios’: direitos, história e historiografia (1988-2018)”, coordenado por Dias.

O grupo identificou os caminhos históricos e historiográficos percorridos durante as três últimas décadas e o atual estado dos direitos, do movimento político e do campo dos estudos indígenas no Brasil. A pesquisa buscou problematizar a noção de direitos indígenas e examinar o desenvolvimento da pauta política e da historiografia recente dedicada a temáticas indígenas, tomando como base a Constituição de 1988.

Na obra, são reunidos depoimentos de pessoas que exerceram papéis importantes na definição dos direitos indígenas na Constituição e de alguns dos atuais protagonistas na luta pela sua manutenção.

Em 2018, a Constituição brasileira completou trinta anos. Conhecida como “Constituição Cidadã”, um de seus principais méritos foi ter ampliado direitos individuais e coletivos num contexto de abertura do país para o regime democrático. Dentre os muitos avanços em relação aos direitos fundamentais, destaca-se o Capítulo “Dos Índios”, que reconhece aos povos indígenas a legitimidade de suas organizações sociais e tradições culturais, além de seus direitos originários às terras que tradicionalmente ocupam.

Hoje, esses direitos têm sido alvo de constantes ofensivas em favor dos interesses do agronegócio, mineradoras e grandes projetos de infraestrutura. Neste livro, reunimos depoimentos de pessoas que exerceram papéis importantes na definição dos direitos indígenas na Constituição e de alguns dos atuais protagonistas na luta pela sua manutenção face às diversas ações contemporâneas que visam a reduzi-los. O resultado é um diálogo entre gerações, que recupera a memória da mobilização em favor da continuidade da luta.

Ficha:
Os Índios na Constituição
Organização Camila Loureiro Dias e Artionka Manuela Goes Capiberibe
Ateliê Editorial
Peso 0.212 kg
Dimensões 14×21×0.09 cm
Ano 2019
Edição 1ª edição
Brochura, ilustrado
ISBN 978-85-7480-827-7
160 Páginas
https://www.atelie.com.br/livro/indios-na-constituicao-os/

Contato:
Ateliê Editorial
(11) 4702-5915
https://www.atelie.com.br/

Fonte: http://agencia.fapesp.br